Um pouco sobre estudar na Holanda

Bom, já que eu vim estudar na Holanda, é melhor eu dar uma ideia geral de como é a vida universitária aqui primeiro.

 

O ensino superior na Holanda é bem diferente do Brasil e merece um post por si só. Aqui há as Universidades (de pesquisa) e as Universidade de Ciências Aplicadas. A primeira tem foco mais acadêmico, enquanto a segunda visa mais o lado prático. Os bacharelados nas Universidades duram 3 anos, e nas Universidades de Ciências Aplicadas, 4. Os mestrados podem durar de 1 a 3 anos, dependendo da área.

 

Na maioria dos cursos aqui, a presença em aula não é obrigatória (o meu curso em Tilburg, infelizmente, foi uma exceção). Cada matéria geralmente tem um ou até 2 livros didáticos, e dificilmente dá para acompanhar as aulas e estudar para as provas sem comprá-los. A cultura da xerox e dos pdfs piratas não é tão difundida aqui quanto no Brasil, então prepare-se para gastar em torno de 200 euros por semestre com livros didáticos.

 

Claro, você também pode estudar só pelos slides e pela Wikipédia. Vai do senso de aventura de cada um.

 

 

estudar na holanda

Procure preparar o bolso e o coração para ter que ler muita coisa

 

Além disso, foi preciso me adaptar à dinâmica das aulas. De maneira geral, a forma de ensino é socrática.

Como assim, Paula? Vou ter que aprender sobre os filósofos gregos no meu curso de econometria??

A boa notícia: não!
A má notícia: basicamente funciona assim – se o conteúdo da matéria X é o capítulo 1, você precisa ler o capítulo 1 antes da aula. Na hora, é bem capaz do professor selecionar alguém aleatoriamente para responder alguma pergunta.

Alguém tipo eu, claro. Já fui pega desprevenida. Mais de uma vez. Balbuciei qualquer coisa e fiquei de todos os tons do arco íris. Faz parte.
Mas graças a deus com o tempo você aprende as manhas e o que funciona com cada professor.

 

Confesso que para mim essa foi uma adaptação difícil. Eu funciono melhor indo para a aula e ouvindo uma explicação superficial sobre o assunto, para depois me aprofundar lendo o livro, do que o contrário. Mas vai do estilo de estudo de cada um também. Tiveram pessoas que estranharam e outras que adoraram.

 

No mais, a forma de avaliação depende muito dos professores. Tem professores cuja avaliação era somente uma prova no final do semestre, mais nada. Outros professores passam só trabalho, ou tem a nota final com vários componentes: provas, trabalhinhos, trabalhão, etc. Às vezes foi meio punk, mas deu tudo certo.

 

A avaliação é de 0 a 10 e o mínimo para passar é 6. Geralmente, se você tirar 5,5 a nota já é arredondada (coral de anjos cantando ao fundo, eeee). O problema é que o grau de dificuldade é tão grande que para tirar o tão sonhado 5,5 já não é tarefa fácil. Estudar na Holanda não é só gandaia, viu. Muito pelo contrário, tem que se esforçar bastante.

 

Agora, vamos ver como vai ser o mestrado em Leiden. Já notei algumas diferenças em relação ao bacharelado, mas faço um post mais detalhado quando o semestre terminar.

 

E você, tem vontade de vir estudar na Holanda? Me fala nos comentários. :)

8 responses to “Um pouco sobre estudar na Holanda”

  1. Michela disse:

    Uau, que legal! Que experiência incrível. Um sonho mesmo. Já pensei em fazer algum mestrado fora do Brasil, mas, por enquanto ainda é inviável. Parabéns pela coragem e pela experiência que vais carregar para sempre na tua vida. Legal demais!

  2. É a primeira vez que leio um artigo sobre este tema. É um sistema diferente do Brasil e de Portugal também. Imagino que seja um desafio ir estudar para lá e integrar novas rotinas e formas de pensar

    • Paula Cristina disse:

      Que bom que gostou do artigo, Catarina! Exato, é tão difícil achar essas informações… espero que agora quem precise, consiga encontrá-las.
      Como que é o sistema de ensino em Portugal? É similar ao do Brasil? Agora fiquei curiosa :)

  3. Edgar Garcia disse:

    Caramba! Muito bacana. a minha dúvida é se todas as universidades na Holanda são gratuitas

    • Paula Cristina disse:

      Fico feliz que tenha gostado, Edgar. :)
      Então, aqui na Holanda as universidades são pagas, mas recebem subsídios do governo. Para o ano letivo 2016-2017, alunos holandeses e da União Europeia pagam €1984 por ano. Para não europeus o valor pode variar de acordo com a faculdade e o curso, sendo em torno de 7 mil euros nos cursos de graduação, e 16 mil para mestrado. Mas não se desespere! Para os não europeus, há diversas opções de bolsa. Vou fazer um post explicando tudo mais para frente, fique ligado :)

  4. Dandara disse:

    Nossa, e bem legal saber como é estudos em outros países, pelo tamanho dos livros já vi que não e nada fácil! Força aí e muito sabedoria . 😉

  5. Robson disse:

    Sei que a vida de imigrante não é fácil, já fui imigrante e conheçon as dificuldades de uma pessoa que sai do seu país de origem.
    Tenho uma página no facebook, nela dá pra conhecer melhor Portugal a realidade da vida Num Pais estrangeiro… deixei o link pra vocês conhecerem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *