Ensino Médio e Superior na Holanda

A Holanda possui um dos melhores sistemas de ensino do mundo, com excelência em educação e pesquisa. Há vários cursos em inglês, e os valores são bem mais acessíveis do que estudar nos EUA ou Inglaterra, e por isso vários estudantes internacionais vem para cá. Eu dei uma geral sobre como é estudar na Holanda aqui, você já viu? Mas este será o primeiro de uma série de posts mais aprofundados que vão dar todos os detalhes práticos.

Em primeiro lugar, é necessário entender como funciona o sistema de ensino superior, para depois poder escolher qual o melhor programa para você. Há 2 modalidades de ensino superior: Universidades de Pesquisa (WO) e Universidades de Ciências Aplicadas (HBO). Mas antes de mergulharmos nessa sopa de letras, é importante começar do começo.

 

Ensino medio e superior holandês

 

 

Ensino Médio na Holanda

Neste artigo muito bom da Ana Paula para o Ducs Amsterdam, é explicado o sistema básico de ensino na Holanda. No fim do ensino fundamental, as crianças fazem uma prova chamada CITO teste. Funciona como uma espécie de vestibulinho. O resultado dessa avaliação, somada às orientações dos professores e à vontade dos pais e do aluno, é que vai determinar qual das 3 opções de ensino médio ele vai seguir.

 

Sim, há várias opções! Não é que nem no Brasil, em que todo mundo aprende tudo de tudo: aqui você pode direcionar os seus interesses e ambições desde cedo. O mundo não é feito só de CEOs de multinacionais. E tudo bem! Ninguém precisa ter pós doutorado para viver uma vida decente aqui. Você não é forçado a estudar coisas que não serão úteis para o seu futuro. Não no nível que fazemos no Brasil, pelo menos.

Por isso, o ensino médio na Holanda é dividido em 3 categorias:

 

Educação Secundária Científica – VWO

Em holandês, esse nível é o VWO (Voortgezet Wetenschappelijk Onderwijs). A educação secundária científica é a única modalidade que dá acesso direto às Universidades de Pesquisa. E por te preparar para entrar na universidade, é o colegial com maior carga horária, durando 6 anos. Os alunos se formam em média com 18 anos.

 

Educação Secundária Geral – HAVO

Essa modalidade é referida como HAVO (Hoger Algemeen Voortgezet Onderwijs). A educação secundária geral é um nível abaixo do VWO, e dá acesso às Universidade de Ciências Aplicadas. Dura 5 anos, e os alunos se formam com 17 anos.

 

Os últimos 2 anos do HAVO e os últimos 3 do VWO são chamados de “segunda fase”. Neles o estudante pode escolher a sua especialização dentre as seguintes áreas:

  1. Ciência e Tecnologia
  2. Ciência e Saúde
  3. Economia e Sociedade
  4. Cultura e Sociedade

 

Educação Secundária Preparatória Vocacional – VMBO

Por último, temos a educação secundária preparatória vocacional, chamada VMBO (Voorbereidend Middelbaar Beroepsonderwijs). Ela dura 4 anos e visa a preparar o aluno para uma profissão. O VMBO dá acesso para o MBO (Middelbaar Beroepsonderwijs), treinamento vocacional que irá completar a formação do aluno. O MBO não é considerado ensino superior. Lá, os alunos são preparados para assumir uma função prática e específica. Esse é o caminho que eletricistas, carpinteiros, encanadores e outros profissionais seguem.

 

Dentro de cada nível, há subníveis com diferentes especializações. Além disso, o aluno pode mudar de categoria também de acordo com o seu desempenho. Ninguém fica refém de uma decisão tomada quando a criança tinha 12 anos; se ela está indo muito bem em determinado nível, pode subir para outro mais desafiador. Assim como se ela está em um nível alto, mas não está dando conta, pode ir para um mais baixo. Nada é fixo, e tudo depende do desempenho e ambição do aluno.

Essa forma de ensino estratificada começa no ensino médio e continua no ensino superior. Há diferentes níveis para diferentes especialidades.

 

>> Veja as principais bolsas de estudos para a Holanda.

 

Ensino Superior na Holanda

1. Universiteit: Universidade (de pesquisa)

Este nível de ensino é chamado de WO (Wetenschappelijk Onderwijs), que significa educação científica.

As Universidades (Universiteit) são mais focadas no ensino acadêmico e pesquisa. Geralmente as carreiras demandam que se faça um mestrado depois. A graduação dura 3 anos, e os mestrados tem a duração de 1 a 3 anos, dependendo da sua área de estudos. Por isso, ao seguir essa linha, considera-se que o tempo total de estudos pode ser de 4 a 6 anos. Além disso, há a possibilidade de fazer doutorado depois. E como o próprio ensino médio preparatório para a universidade dura 6 anos, quem escolhe esse caminho é quem acaba passando mais tempo estudando mesmo.

 

O ensino superior da Holanda é um dos melhores do mundo, e 13 universidades de pesquisa estão bem colocadas no ranking Timer Higher Education. Foi um dos países com maior representatividade no ranking. Por isso, quando você disser que quer vir estudar na Holanda e alguém fizer alguma piadinha sem graça, tenha esses fatos prontos.

 

É importante ressaltar também que nem todas as universidades possuem a maioria dos cursos, como é no Brasil. Tilburg, por exemplo, tem o foco em Humanidades. Lá você pode estudar administração, economia, direito… mas não espere encontrar engenharia, por exemplo. Os cursos ligados a tecnologia mais bem conceituados são os da TU Eindhoven e TU Delft. Delft é mais bem colocada nos rankings, mas a cidade de Eindhoven é um pólo tecnológico, então a localidade é bem atrativa para os estudantes. Há outras universidades que possuem especialidades mistas, como a Universidade de Twente. Como a lista de universidades não é grande, dá para olhar com calma os cursos oferecidos e ver qual a melhor opção para você.

 

Em geral a maioria dos cursos de graduação é em holandês, mas há algumas opções em inglês também, dependendo da universidade e da área. De toda forma, para os cursos de mestrado a oferta é bem maior. Ao fazer intercâmbio, sei de pessoas que conseguiram pegar matérias de graduação e mestrado, então é bom ficar ligado em todas as possibilidades.

 

Aqui vai uma foto da biblioteca central da Universidade de Leiden na hora do rush para inspiração:

biblioteca-leiden

Mais difícil do que achar lugar para estacionar, vai ser encontrar a minha bike depois…

 

 

Ficou curioso? Aqui está a lista completa de universidades holandesas:

Delft University of Technology

Eindhoven University of Technology

Erasmus University Rotterdam 

Leiden University

Maastricht University 

Nyenrode Business University

Open University

Radboud University Nijmegen

Tilburg University

University of Amsterdam

University of Groningen

University of Twente

Utrecht University

VU University Amsterdam

Wageningen University and Research Centre

 

 

2. Hogeschool: Universidade de Ciências Aplicadas

Este nível de ensino superior na Holanda é chamado de HBO (Hoger Beroepsonderwijs), que significa educação profissional superior.

As Universidades de Ciências Aplicadas (Hogeschool) visam mais a prática, e por isso possuem um módulo de estágio obrigatório. E justamente por passar em torno de 6 meses somente estagiando, o tempo para obter um diploma de graduação é de 4 anos. Entretanto, diferentemente das universidades de pesquisa, um mestrado não é obrigatório, então só com o seu bacharelado a educação é considerada como concluída.

 

É importante ressaltar que, caso você queira fazer um mestrado em uma Universidade de Pesquisa (Universiteit) depois de se formar no HBO, provavelmente terá que fazer um pre-master antes. O pré-mestrado é oferecido quando o aluno não tem a base necessária para o curso, e pode levar de 6 meses a 1 ano. Consequentemente, ele tem que completar uma série de módulos para poder ser aceito no programa, que podem ser tanto de metodologia/pesquisa científica, como matérias básicas do curso.

 

Há vantagens e desvantagens nos dois sistemas de ensino superior, por isso é importante avaliar com calma qual a melhor opção para a sua carreira. Universiteit e Hogeschool possuem focos diferentes: uma é mais voltada à teoria, e a outra à prática. Ambas são boas no que se propõem, e por isso a decisão de qual universidade ir é tão importante.

 

Assim como as universidades de pesquisa, as de ciências aplicadas também podem ser mais generalistas, com muitos cursos, ou mais específicas.

Gostou dessa ideia? Olha aqui uma lista das universidades de ciências aplicadas:

Amsterdam School of the Arts

Amsterdam University of Applied Sciences

ArtEZ Institute of the Arts

Avans Hogeschool, University of Applied Sciences

Business School Netherlands

Business School Notenboom

Christelijke Hogeschool Ede

Christian University of Applied Sciences

Codarts, University for the Arts

Design Academy Eindhoven

Driestar Hogeschool

EuroCollege University Rotterdam

Fontys University of Applied Sciences

Gerrit Rietveld Academie

HAN University of Applied Sciences

Hanze University Groningen, University of Applied Sciences

HAS Den Bosch University of Applied Sciences

Hogeschool Edith Stein

HKU University of the Arts Utrecht

HU University of Applied Sciences Utrecht

HZ University of Applied Sciences

Hotelschool The Hague

Inholland University of Applied Sciences

Katholieke Pabo Zwolle, Teacher Training Institute

New Business School Amsterdam

NHL University of Applied Sciences

NHTV Breda University of Applied Sciences

Rotterdam University, University of Applied Sciences

Saxion University of Applied Sciences

STC-Group

Stenden University of Applied Sciences

The Hague University of Applied Sciences

TIO University of Applied Sciences

University of Applied Sciences Leiden

University of the Arts, The Hague

Van Hall Larenstein, University of Applied Sciences

Webster University, University of Applied Sciences

Windesheim University of Applied Sciences

Wittenborg University of Applied Sciences

Zuyd University of Applied Sciences

 

>> Confira quanto custa estudar na Holanda

 

Reflexão

Ufa! Se você chegou até aqui e leu tudo, meus parabéns. E espero que a sua cabeça não esteja confusa com tantas siglas e palavras monstruosas em holandês.

Bem diferente do Brasil, né? Ver como funciona em outros países é sempre bom para fazer uma auto-reflexão. Fica claro que as nossas universidades são um misto de pesquisa e ciências aplicadas: ao mesmo tempo em que temos uma educação visando o meio acadêmico e pesquisa, geralmente há o estágio obrigatório no currículo também.

No Brasil, não precisamos de um mestrado para exercer a profissão, mas temos cursos de graduação mais longos para Direito, Engenharia, Arquitetura… no fim, em quantidade de anos estudados, dá praticamente na mesma.

Há também a questão do ensino médio na Holanda ser estratificado, e em como as habilidades podem ser desenvolvidas e aperfeiçoadas já dentro do escopo da carreira que se almeja. Bem diferente do estilo decoreba que nos acostumamos no Brasil somente para passar no vestibular.

É importante ressaltar que quem estuda em uma Universiteit não é melhor do que quem estudou em uma Hogeschool; são apenas enfoques diferentes, e ambas formações tem chances de proporcionar salários bons em suas respectivas profissões. Aliás, até quem faz MBO, o treinamento vocacional, consegue viver uma vida sem apertos. As condições de trabalho e a remuneração são justas para todos.

 

E aí, ficou com vontade de vir estudar na Holanda? Não sabe se é melhor ir para uma Hogeschool ou Universiteit? Intercâmbio ou graduação? Graduação ou mestrado? Conta para mim nos comentários. :)

E não deixe de conferir também sobre estudar e trabalhar na Holanda.

 


Fontes:

Nuffic Neso (em inglês)

EP Nuffic (em inglês)

One response to “Ensino Médio e Superior na Holanda”

  1. Olá, boa noite! Tudo bem com você?

    Estava pelo google pesquisando sobre faculdades na Holanda e me deparei com seu blog (by the way, muito bom 💕).
    Eu queria saber como você conseguiu validar seu diploma do ensino médio ou afim pra entrar em uma faculdade holandesa. Sei que o ensino deles é totalmente diferente do nosso e bateu essa dúvida. Queria saber mais sobre como foi o processo. Qualquer ajuda é super bem-vinda!

    Muito obrigada!!!

    Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *