Guia do Carnaval Holandês

Bem diferente do brasileiro, o carnaval holandês é igualmente fascinante. Ele vai muito além dos 5 dias de festa, e traz muitos anos de tradição. Eu já sou veterana de outros carnavais, e por isso vou contar tudo sobre a maneira holandesa de festejar!

Primeiramente, não é o país inteiro que celebra o carnaval na Holanda. O norte é protestante, então vida que segue para eles. Mas no sul…

O sul da Holanda, predominantemente católico, tem a sua própria versão da comemoração. As províncias de Noord-Brabant e Limburg se transformam em uma grande festa a céu aberto, onde os holandeses ficam completamente desinibidos e os estrangeiros ficam ligeiramente assustados. Mas não os brasileiros, claro.

 

Tradição

Durante o carnaval holandês, cada cidade deixa de ser governada pelo seu prefeito e passa a ser do Príncipe do Carnaval. Ela muda de nome e de bandeira. Tilburg vira Kruikenstad; Den Bosch vira Oeteldonk, Eindhoven vira Lampegat e assim vai. As tradições podem variar, mas certos costumes você encontra em todos os lugares.

Cada cidade é governada pelo seu Príncipe do Carnaval, que é acompanhado pelo Conselho dos Onze (Raad van Elf), e as Damas de companhia (hofdames). Eles seguem juntos durante todas as festividades.

 

Conselho dos Onze com as Damas e os ajudantes

Conselho dos Onze com as Damas e os ajudantes (Foto: Peeenstekers)

 

Mas o carnaval na Holanda não é aquela comemoração de apenas 5 dias não! Assim como no Brasil, na Holanda os preparativos começam antes também. Em novembro, o Príncipe, o Conselho e as Damas são escolhidos. E vários eventos pré-carnaval são realizados no ínterim também.

O carnaval na Holanda vai além da festa, e se torna tradição. A maioria dos holandeses retorna à sua cidade natal para celebrar o carnaval com a família e amigos de infância. É importante notar que o carnaval holandês não é feriado. As pessoas trabalham normalmente de segunda a quarta. Quem consegue, tira uns dias de férias e manda ver. Quem não consegue, curte só o final de semana e vai trabalhar na segunda feira de ressaca normal. Só em escolas e instituições de ensino que as atividades são suspensas para o pessoal cair na folia.

E com a proximidade da festa, a cidade toda entra no clima.

 

tilburg-carnaval

Tilburg pronta para receber o Carnaval

 

Além disso, há um outro elemento bem curioso do carnaval holandês: as bandinhas.

 

Bandas e músicas

Várias bandas (brass bands)também acompanham o Príncipe e o seu cortejo durante as festividades. Elas tocam marchinhas típicas de carnaval, e às vezes se aventuram com outros estilos  Geralmente elas vão de bar em bar e também tocam pelas ruas.

Em janeiro, há uma competição entre as bandas para a música oficial do carnaval. As músicas são bem alegres e as pessoas genuinamente se divertem. E tem gente de todas as idades! Tem bandas cujos integrantes são adolescentes, outras com uma galera mais velha… mas todo mundo curtindo!

Esse vídeo não foi feito no carnaval, mas em um dos pré eventos, por isso que não tem tanta gente fantasiada. Mas assiste até o final:

 

 

Esse “trenzinho” que o pessoal faz se chama polonaise e sempre rola nas festas. Aliás, dizem que se você não fez um trenzinho com o Príncipe e o seu cortejo, você não celebrou o carnaval direito.

Ah, e sempre rola um sambinha também! Nada como uma Gaviões da Fiel, mas quebra um galho:

 

(Esse pessoal com chapéu espalhafatoso é de uma associação carnavalesca, e eles estão imitando o Conselho dos Onze.)

 

Celebração

Tá, mas afinal, como que os holandeses comemoram o carnaval?

No carnaval holandês, as fantasias são peça-chave. Ao contrário do Brasil, na Holanda é inverno, então as possibilidades são muitas. A vantagem das temperaturas frias é que como você precisa usar várias camadas, dá para usar fantasias de verdade ao invés de só um ou outro adereço.

Eu acho bacana poder usar fantasias mais elaboradas e quentinhas ao invés de só jogar glitter na cara. Inclusive, ao passo que no Brasil sempre há certa pressão para todo mundo estar “casual mas bonito”, aqui a prioridade é o conforto, e ninguém está nem aí se você está meio fulebento. Por exemplo, muita gente usa esses macacões fofinhos (inclusive eu):

 

carnaval-jesus

Jesus trocando ideia com uma Arara

 

Também por conta das baixas temperaturas, a maioria das comemorações acontecem em locais fechados e tendas pela cidade. Há folia na rua sim, principalmente em Maastricht, mas em geral as pessoas procuram fugir do frio. No mais, a rotina é que nem no Brasil: acordar, ir para a folia, voltar, dormir e repetir…

 

carnaval-tilburg

 

Paradas

Além disso, uma característica do carnaval holandês é que cada cidade tem o dia da sua parada principal. Carros alegóricos desfilam pela cidade, e as pessoas acompanham na lateral. Nada de correr atrás do trio elétrico. Mas uma coisa muito legal é que os carros são feitos pela comunidade, e por várias associações de carnaval. Uma pequena vila pode ter até 50 associações dedicadas somente ao carnaval. Eu acho fantástico. Não tem aquele ar profissional e de tirar o fôlego que você encontra no desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro, mas tem um ar caseiro, mais aconchegante, sabe? Apesar de não ser perfeito, você sabe que foi produzido com muito carinho.

Claro, isso não significa que não haja um vídeo meu e de uma amiga brasileira falando que estávamos nos sentindo na Sapucaí. Sarcasticamente, óbvio.

 

carro-alegorico-3

“Alegoria: sete”

 

carro-alegorico-2-carnaval-tilburg

“Carnavalesco: oito-ponto-cinco.”

 

Mas com o tempo, a gente aprende e se acostuma. O importante é esquecer tudo o que você já sabe sobre o carnaval e tentar se divertir com as coisas novas. Evite julgamentos e comparações. Esse vai ser o meu terceiro carnaval na Holanda, e os meus comentários maldosos reduzem consideravelmente ano a ano.

 

Mas não completamente.

Mas não completamente.

 

 

O que ninguém fala

E a pegação?

Vamos ao que interessa, né? Na Holanda em geral, não existe muita pegação na galera com mais de 20 anos. Isso é considerado coisa de adolescente que não consegue controlar os hormônios. E não só no carnaval não, mas em qualquer balada. Embora todo mundo esteja mais solto durante o carnaval, ainda não é aquela pegação louca que nem no Brasil. Geralmente as pessoas conversam e trocam telefones e fica pra outro dia. Ou então um vai direto para a casa do outro no fim da noite. Um pouco diferente de como as coisas acontecem em terras tupiniquins. Mas isso é papo para outro post.

E como toda regra tem a sua exceção, quando eu saí no último dia de carnaval no ano passado, eu vi um povo mais empolgado sim. A minha teoria é que, por ser o último dia, aquele pessoal que não beijou ninguém tava meio desesperado e atirando para todo lado.

Ou então eu que estava indo nos rolês errados antes, vai saber.

 

Festa para todos

Uma coisa que me surpreendeu bastante no carnaval holandês é em como ele é uma festa para todo mundo. No Brasil, geralmente quem sai para pular carnaval é o pessoal mais jovem. Não que os mais velhos não aproveitem, mas a proporção é bem diferente.

Na Holanda, eu senti que o carnaval é uma festa para todas as idades. De dia não é raro encontrar 3 gerações de uma família festejando junto, incluindo filhos pequenos e idosos.

 

familia

Carnaval em família. Mesmo que nem todos estejam muito empolgados.

 

O legal também é a família se vestir com o mesmo tema. Fica aqui a ideia para os casais gamers:

 

 

A noite, embora dominada pelos mais jovens, também tem bastante gente mais velha curtindo nas baladas.

 

Lixo

Tem quem ache que uma multidão bêbada festejando na Europa é diferente de uma no Brasil. Não, gente. Um monte de pessoas farreando produz muito lixo em todo lugar mesmo.

 

lixo1

 

lixo2

 

Mas em poucas horas a limpeza é impecável e nem parece que teve carnaval. É até meio triste quando tudo volta ao normal.

Acabou-se o que era doce

A festa termina na quarta feira de cinzas. O costume local é comer arenque cru com cebola (haring happen). Eu vou ficar devendo, por tá aí algo que ainda não fiz. Quem sabe semana que vem?

 

Dicas para curtir o carnaval na Holanda

  • Como o carnaval é uma festa católica, ele é celebrado nos mesmos dias que no Brasil. Em 2017, você pode ir para o sul da Holanda entre 24 e 28/02 que vai ser sucesso;
  • Escolha o seu destino. As cidades mais famosas pelo carnaval são Tilburg, Den Bosch, Breda, Eindhoven e Maastricht;
  • Vá com uma turma de amigos, e se possível, pernoite na cidade. Assim você consegue aproveitar até tarde e não precisa se preocupar com horário de trens;
  • Caso contrário, compre um group ticket. Se você juntar 10 pessoas, a passagem fica 7 euros ida e volta;
  • Informe-se em qual dia será a parada na cidade que você quer visitar;
  • Leve bebidas e snacks para passar o dia em outra cidade;
  • Evite comparações com o Brasil;
  • Aproveite o máximo possível!

 

E você, ficou com vontade de passar o carnaval na Holanda?

7 responses to “Guia do Carnaval Holandês”

  1. Laura Sette disse:

    Oi, Paula,
    Amei seu relato sobre o carnaval holandês! Eu não fazia nem ideia de que eles curtiam tanto (à sua maneira, é claro). Muito bacana!
    Estou morando em Copenhague, e vou passar este fim de semana em Berlim. Será que os alemães são animados assim também? :) Vou descobrir!
    Parabéns pelo post!
    Beijos
    PS: adorei a arara trocando ideia com Jesus! hahaha

  2. Ah! Gostei muito de conhecer um bocadinho sobre o carnaval holandês! Viva a diversidade cultural e por mais que possa em princípio parecer estranho para nós, brasucas, suposto país do carnaval, acho que o que importa é a diversão e cada um se manifestar do jeito que gosta né não?!

    Além do mais, esse me pareceu um carnaval deliciosamente intimista e democrático! :)

  3. Marineira disse:

    Adoooooro esses carnavais gringos! Haha!
    Bem divertido e amo como eles ficam fantasiados pela rua. Moro em Düsseldorf e por aqui é parecido.

  4. Amei, nunca poderia imaginar que tivesse carnaval na Holanda

  5. Uma das coisas que acho mais curiosa é o espanto do brasileiro ao descobrir que fora do Brasil tbem se celebra o carnaval!
    rs
    Não sei exatamente a origem da festa, mas ela existe muito antes de Cabral pisar por aqui
    rsrsrsrs

    Muito bom teu post!
    Não sou fã de carnaval da forma como é feito por aqui (na verdade odeio o calor), mas como fecharam a minha rua para passar bandinhas, resolvi caminhar pelos bloquinhos!
    Achei curioso o teu comentàrio de que aqui todo mundo se veste “casual mas bonito”. Eu diria que isso não ocorre em SP. Vi muita gente com fantasia divertida, mas a maioria estava bem aos trapos!
    rs

  6. Uma das coisas que acho mais curiosa é o espanto do brasileiro ao descobrir que fora do Brasil tbem se celebra o carnaval!
    rs
    Não sei exatamente a origem da festa, mas ela existe muito antes de Cabral pisar por aqui
    rsrsrsrs

    Muito bom teu post!
    Não sou fã de carnaval da forma como é feito por aqui (na verdade odeio o calor), mas como fecharam a minha rua para passar bandinhas, resolvi caminhar pelos bloquinhos!

    Achei muito curioso o teu comentàrio de que aqui todo mundo se veste “casual mas bonito”. Eu diria que isso não ocorre em SP. Vi muita gente com fantasia divertida, mas a maioria estava bem aos trapos!
    rs

  7. Marineira disse:

    Arrasou nesse carnaval. Achei totalmente demais e como estou pertinho morri de vontade de conhecer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *